Corpo achado em carro é de embaixador grego. Polícia pede prisão de viúva e PM

Policial
30
DEZ
2016

Foi a embaixatriz quem comunicou o desaparecimento. O PM confessou o crime

O corpo encontrado dentro de um carro carbonizado a noite da última segunda-feira, 26 no Rio de Janeiro é do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, de 59 anos. A Polícia Civil do Rio confirmou a identidade do diplomata na manhã desta sexta-feira (30) e pediu a prisão de quatro suspeitos. Entre eles a esposa e embaixatriz Françoise Amiridis, e o amante dela, o policial militar Sério Gomes Moreira Filho, que confessou o crime.

Segundo o G1, Kyriakos foi morto dentro da casa onde estava hospedado com a embaixatriz e, em seguida, o corpo foi levado pelo PM no carro que o diplomata alugou para um dos acessos a Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Lá o veículo com o corpo dentro foi incendiado. A Justiça ainda está analisando o pedido de prisão.

Foi a embaixatriz quem comunicou o desaparecimento na última quarta-feira (28), após 48 sem conseguir fazer contato com ele. Ela contou para a polícia que no dia do sumiço estava em um shopping quando, por volta das 20h, o embaixador ligou do apartamento, no Centro de Nova Iguaçu. A viúva contou aos policiais que ele disse a ela que sairia, mas não avisou para onde. Amiridis, então, teria pegado o carro, que era alugado, e saído.

O casal morava em Brasília e estava passando férias no Rio desde o dia 21, com retorno previsto para 9 de janeiro. Kyriakos assumiu o posto de embaixador da Grécia no Brasil em janeiro deste ano. Antes disso, já havia sido cônsul-geral de seu país no Rio de 2001 a 2004.

Fonte: Correio 24 h

Postado em: Policial Nº de Views: 77 Comentários: 0
Prezado leitor, comentários postados, aqui, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. No entando, caso depare-se com algo que entenda atentar contra direito ou violar um dos termos de uso deste site, denuncie. Caso queira saber mais, leia os termos de uso do site.

Deixe seu comentário