Amanda Nunes (baiana) luta pelo estrelato contra Ronda Rousey no UFC 207

Esporte
30
DEZ
2016

Campeã peso-galo, baiana fará luta principal do evento de fim do ano tendo diante de si uma adversária atormentada pela dor de uma derrota distante, mas ainda muito viva

 

Ronda Rousey sempre foi o sonho e o pesadelo de todas as suas adversárias. Se por um lado garantia sempre um bom salário por conta da participação nas vendas dos pacotes de pay-per-view às rivais, por outro fazia da vida de cada uma delas um inferno, ainda que na grande maioria das vezes por apenas alguns segundos. No UFC 207, no entanto, quem parece conviver com fantasmas é a própria Ronda, que viu seu reinado desabar de forma devastadora pelas mãos - e pés - de Holly Holm no UFC 193. A derrota por nocaute abalou Rousey ao ponto de se afastar do octógono e do estrelato por mais de um ano. Neste tempo, Holm, Miesha Tate e Amanda Nunes detiveram o cinturão do peso-galo feminino da organização. Nesta sexta-feira, Nunes tem diante de si a chance de se firmar mundialmente no cenário do MMA mundial. Para isso, terá diante de si uma Ronda atormentada pela derrota e pelos seus desdobramentos, porém obcecada por retomar o lugar de melhor lutadora do planeta.

 

O Combate transmite o UFC 207 na íntegra, ao vivo e com exclusividade a partir de 22h30 (de Brasília). O Combate.com acompanha todo o evento em Tempo Real, e transmite as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo.

 

Quem estava acostumado a ver Ronda Rousey promovendo um evento, estranhou a ausência da ex-campeã em todos os compromissos de imprensa e mídia do UFC 207. Em guerra com a imprensa, a quem acusou de retratá-la como vilã nos últimos anos, a loura simplesmente sumiu de tudo o que pôde. A exceção foram as cerimônias de tomada de peso e de encaradas, ambas na última quinta-feira. A obrigação de bater o peso, e depois de encarar Amanda Nunes, Ronda cumpriu, mas sem dar qualquer declaração aos repórteres - ela sequer posou para a foto tradicional após a tomada de peso.

 

Amanda Nunes, por sua vez, disse estar tranquila. Para ela, que nunca escondeu ter se preparado a carreira toda para enfrentar Ronda, a hora é de empolgação, e não de dúvida sobre o que está à sua espera.

 

 -Eu estou pronta. Não importa se ela está escondida, chorando ou treinando. Eu estou preparada para a luta mais importante da minha vida. Não sei o que acontece com ela, mas sei que vou entrar na luta para nocauteá-la e manter o meu cinturão. Sou a campeã e vou continuar sendo - disse a baiana. 

 

Cruz x Garbrandt: uma luta que mais parece uma briga

 

Não existe a menor sombra de dúvidas que os protagonistas do co-evento principal da noite - Dominick Cruz e Cody Garbrandt - se detestam. Atual campeão peso-galo do UFC, Cruz sabe como ninguém tirar o rival do sério. O desafiante, por sua vez, não se contém diante das provocações. A tensão evidente entre os dois transformou todos os momentos em que os dois estiveram próximos em potenciais brigas pelos corredores da T-Mobile Arena.

 

- Cody tem a necessidade de se mostrar selvagem, maluco, durão. Ele acredita realmente que seja assim, e que isso o fará ser campeão. Sua ignorância é a sua bênção. Eu só posso dizer a ele que relaxe e que poupe energia, porque a luta vai acontecer na sexta-feira. Não precisa querer antecipar nada para parecer selvagem. Descanse e poupe energia. Na sexta-feira nós nos encontramos - disse Cruz.

 

Em tom calmo, mas sem esconder a ansiedade, Cody Garbrandt admitiu que mal pode esperar para mostrar a Cruz que o seu tempo como campeão passou.

 

- Eu vou nocauteá-lo. Ele diz que não vê como isso possa acontecer, mas ele sabe que se eu puser minhas mãos nele, a luta acaba. Dominick Cruz é o passado, e eu sou o presente e o futuro. Na sexta-feira o peso-galo terá um novo campeão, que será coroado em grande estilo.

 

Dillashaw e Lineker lutam pelo direito de disputar o cinturão

 

Candidata a luta da noite assim que foi anunciada, a disputa entre os também pesos-galos TJ Dillashaw e John Lineker é apontada como uma das melhores lutas do UFC 207, cujo vencedor deve ser apontado como o próximo desafiante ao título. Ex-campeão da categoria, Dillashaw acredita que, mesmo tendo mãos temidas por toda a divisão, Lineker é um lutador unidimensional, que não tem muito mais a oferecer do que socos fortes e rápidos.

 

- Lineker é um nocauteador, tem mãos que põem medo em quase toda a categoria. Mas é basicamente isso. Ele não é muito técnico, por isso acredito que eu, por ser muito mais completo que ele, possa ter mais armas para vencer. Sou mais rápido, mais técnico e mais experiente. Acredito que uma vitória me levará à disputa do cinturão - disse o americano.

 

Para Lineker, que chegou a pedir a Dana White no palco da pesagem cerimonial para ser o próximo desafiante, Dillashaw é um bom lutador, mas que não espere que ele cometa os erros que cometeu diante de John Dodson, a quem venceu por decisão dividida após perseguir o rival pelo octógono durante toda a luta.

 

- Aprendi a lição contra o Dodson, e não vou cometer o mesmo erro contra o Dillashaw. Vou atraí-lo para o meu jogo, que é a trocação na curta distância. Não vou correr atrás dele. Estou preparado para vencer, e se ele acha que eu não sou técnico, vou mostrar a ele no octógono - disse o paranaese.

 

Alex Cowboy e Cara de Sapato completam o time brasileiro no evento

 

A luta que abre o evento é entre o brasileiro Alex Cowboy e o americano Tim Means. Tentando se estabelecer no peso-meio-médio - começou sua caminhada no UFC no peso-leve -, Cowboy terá pela frente, na tentativa da terceira vitória seguida, um lutador conhecido pela trocação afiada e pela agressividade. Outro brasileiro que se apresentará no card preliminar do evento é o peso-médio Antônio Cara de Sapato, que enfrenta o italiano Marvin Vettori buscando a sua segundas vitória consecutiva, após a derrota para Daniel Kelly. Vettori faz sua segunda luta no UFC - estreou com vitória sobre o também brasileiro Alberto Uda.

 

UFC 207 ( 30 de dezembro em Las Vegas, EUA )

 

CARD PRINCIPAL (a partir de 1h30, horário de Brasília)

 

Peso-galo: Amanda Nunes x Ronda Rousey
Peso-galo: Dominick Cruz x Cody Garbrandt
Peso-galo: TJ Dillashaw x John Lineker
Peso-meio-médio: Dong Hyun Kim x Tarec Saffiedine
Peso-mosca: Louis Smolka x Ray Borg

 

CARD PRELIMINAR (a partir de 22h30, horário de Brasília)

 

Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Neil Magny
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Marvin Vettori
Peso-meio-médio: Mike Pyle x Alex Garcia
Peso-meio-médio: Brandon Thatch x Niko Price
Peso-meio-médio: Alex Cowboy x Tim Means

 

Fonte: Sportv

Postado em: Esporte Nº de Views: 190 Comentários: 0
Prezado leitor, comentários postados, aqui, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. No entando, caso depare-se com algo que entenda atentar contra direito ou violar um dos termos de uso deste site, denuncie. Caso queira saber mais, leia os termos de uso do site.

Deixe seu comentário